quarta-feira, 2 de julho de 2008

Quando (3)


Quando você pede para o verão chegar e quando ele chega você quase morre de tanto calor...

Quando você sabe que seus carneiros são o teu tesouro, teu amigo pergunta onde eles estão e você tem a plena certeza que eles viraram nuvens...

Quando você vai responder em espanhol e responde metade em inglês e metade em italiano....

Quando tua amiga passa cinco dias com você, vai embora e só lhe resta a praça ....

Quando alguém fala em catalão com você e você jura de pé junto que é turco ...

Quando você consegue admitir que é melhor se jornalista do que ser garçonete ...

Quando você já tem certeza que é outra pessoa ....

Quando você deseja só por uma noite estar em São Paulo e sabe que ainda faltam 5 meses...

4 comentários:

disse...

Quando aconteceu tudo isso, já valeu a pena.. hehe

Fé em Deus e pé na táboa, maricotinha =)

Beijosssssssss!!

disse...

cade o post animação?!

heinnnnn?

Gi disse...

Aí irmã, aí voce lembra que cada momento desses foi um pedaço a mais de nossa história...que nossa história é feita exatamente desses momentos...e que tudo passa muito, muuuuuuuito rápido...que a saudade e a distãncia, às vezes é uma das melhores maneiras de percebemos a fundamental importância do trivial...e que logo estaremos de volta ao mesmo lugar, mas já não seremos mais a mesma pessoa...TE AMO! VAI FUNDO QUE O MUNDO É TEU!!!

Serrano disse...

Mari isso que vc está sentindo é a saudade de casa, dos amigos, de seu namorado, do seu trabalho. São muitas coisas grandes e pequenas que tantas vezes não damos o devido valor. Isso se chama tambem amadurecimento. As vezes é necessário suportar as lavras para ver as borboletas...é necessário o inverno para alegrar-se com o verão... Saudades Aurelio