quinta-feira, 15 de maio de 2008

Barça continua linda

O primeiro dia em Barça já deu para notar a grande diferença: o clima. Desci antes em Madrid. Nublado e com 14 graus. Logo pego um vôo para Barcelona e pouso numa cidade sem nenhuma nuvem e com uns 24 graus. Ideal para deixar suas malas em casa, trocar de roupa e admirar a praia. Nada a se comparar, mas ser recebida com sol e o barulho do mar é algo inexplicável. Se fizeram uma música para o Rio de Janeiro, logo aviso, deveria ser para Barcelona. Barça continua linda. Sim, e a cada esquina um charme a mais. A cidade que me encanta, desencanta os catalãos. Pela primeira vez na história da cidade faltou água e um navio chegou terça-feira para abastecé-la. Um custo de 53 milhões de euros para os espanhois. Em todos os jornais é nítido também o desgosto pelo time Barcelona. Quatro anos sem título e jogadores sem comparecer ao treino.

Enquanto isso caminho pela Rambla, pelo bairro Gótico e pelo Born. Un recuerdo sem si recuerdar. As minhas lembranças de Barcelona são apenas algumas, outras já são descobertas. Ponto positivo para o restaurante La Taverna Del Cobre no bairro Born onde comemos uma tortilha de batatas e pão com molho de tomate por 5 euros. E nem preciso aqui dizer o sabor da tortilha. É único e como estava com saudade disso. Mas o que mais me encantou foi o Bosque das Fadas também localizado no Born. Um bar quase escuro com uma decoração de dar inveja a qualquer conto de fadas. No interior uma floresta com árvores com rostos e fadas espalhadas em todos os cantos.

A noite foi de visita ao Palau de Musica Catalaña, um teatro maravilhoso que está completando 100 anos, inteiramente decorado com muitíssimos detalhes. O show? Seu Jorge. O Palau estava lotado de brasileiros. Podemos dizer que 90% de brasileiros e 10% de gringos. Antes de nos direcionar para nossos devidos lugares, uma parada no bar do teatro para umas cervejas e umas tapas. Acredito que todas as casas de shows do Brasil podiam copiar essa idéia fantástica. Seu Jorge subiu sozinho no palco com muitos aplausos. Depois de duas músicas lentas apenas com seu violão cantou Zé do Caroço. Depois emendou parte da letra do Negro Drama do grupo de Rap Racionais. Pena que a platéia não percebeu ou mesmo não sabia da existência da música. Depois a banda subiu ao palco e embaralam por mais 1 hora e 30 minutos. Tocaram muitas músicas do último disco para uma platéia que esperava ansiosamente as músicas Carolina e Tive Razão. O cantor voltou para um bis e tocou 3 músicas, deixou o palco e sua banda se esbaldou nuns samba enredos.


Enquanto a balada Bikini não enchia, fomos beber umas cervejas no bar Berlin e comer uns nachos. Uma e meia da manhã é a hora exata para deixarmos o bar e caminharmos para a Bikini. Quarta-feira, dia de Hip Hop. Muitos gringos na balada e muitas risadas. Quando resolvemos sair, o chuvisco já estava presente. Hora certa para deixar a balada e desejar a cama.

9 comentários:

In Cucina disse...

Mari, que beleza de texto, estou viajando com você, mas de uma forma mais jovem e divertida!
Parabéns e curta bem sua estada em Barcelona.
beijos, mamãe

Fe disse...

é.. a vida parece bem chata por aí =D

love ya!

Luís Pereira disse...

Nossa, que animal Mari. Ao abrir seu blog e de cara avistar essa maravilhosa vista do Parque Guel já me bateu uma puta nostalgia das minhas férias de janeiro.

Quando baixei um pouco o cursor, quase chorei: uma maravilhosa ruela ao melhor estilo cidade gótica.

Sem falar nas tradicionais entradas de pão com molho de tomate e as tapas que, sem nenhum exagero, ainda me deixam com a boca totalmente liquefeita.

Puxa, que animal que você está aí realizando um sonho. Te desejo a maior sorte do mundo nessa empreitada barcelonística com enternecedores e desvairados momentos gaudianos e dalísticos.

Deliciarei-me com cada post da sua viagem, desejando e sonhando com cada momento seu aí como se estivessemos o mais perto possível.

Grande abraço e beijo do teu irmão, casado (e de aliança, hehe), OS AMA.

PS: vá o quanto antes a Figueira e repita a dose algumas vezes durante sua estadia, para que você possa manter sua mente louca e fantástica em plena sanidade surrealista. Mas não exagere e fique atenta aos efeitos colaterais. Uma dosagem muito alta de Dalí pode ser irreversível, fazendo com que sua trip se prolongue ao cosmo supra-real, dificultando a volta para Terra.

Roberta Namour disse...

Queridona, agora é sua vez de me fazer viajar pela Espanha. Aproveite cada segundo e, sempre que puder, conte-nos cada detalhe... Seus textos estão demais, cheios de emoção (quase chorei lendo). Daqui, te mando boas vibrações e milhões de beijos!

Te amo!

Mari disse...

Mãe linda. obrigada. Fê vizinha, necessitamos rapidamente de uma visita aqui ou ai. Osama, querido irmão, conhecerei rapidamente o museu de Dali e me deixarei levar apenas por algumas horas, assim quem sabe eu não me perco. obrigada pelas dicas. Bailarinaaaaa, agora é a hora de vc conhecer um pouco da espanha por mim.
amo vcs.
beijos

Gi disse...

Textos sempre brilhantemente escritos pela minha irmã linda...sem palavras...emocionante poder viajar contigo sentada na frente da tela de um computador...é assim que vamos alimentando nossos sonhos, desejos e planos, para um dia CHEGAR LÁ...e voce irmã, com seu jeitinho muitas vezes "duro" de me mostrar caminhos, hoje me faz refletir em tudo...obrigada irmã! Obrigada por sempre ter feito parte da minhã vida, desde que me conheço por gente, e por ter ficado por perto, mesmo nos momentos em que se afastou por não me suportar mais...confesso que eu também já não me suportava! Fica com Deus minha linda, minha irmanita! Continuarei aqui, aguardando anciosa para viajar contigo, e esperando para te abraçar, fortemente, novamente! Te amo minha flor...

ruth disse...

Mari, li seus textos e tenho certeza do sucesso que vc vai fazer por aí. Viajei com você por todos os lugares que descreveu.
Torcemos muito por vc.
Beijos e saudades,
Tia Ruth

a casa da mariquinhas disse...

Oie, Mari
Vim aqui a partir do blog de sua mãe (?), Teresa, que visito regularmente e com quem(Teresa) troco correspondência.
Foi uma susrpresa muito agradável. O seu log é MUITO BOM!
Li o último post, e vou voltar para ler mais, com calma.
Barcelona é uma cidade lindíssima, merece uma visita bem prolongada.
Maravilhosa é também a música "Barcelona", cantada por Monserrat Caballé e o inigualável e saudoso Fredie Mercury.
Certamente você conhece...só digo isto por você referir a belíssima música feita ao Rio de Janeiro...
Bom, se não conhece "Barcelona" (mísica) posso lhe mandar.
Depreendo que está aí de férias...pois só posso desejar que continue apreciando todas essas maravilhas.
Beijos de Portugal
Mariazita

Déia Pasquali disse...

E ae Mari!!!! Pelo jeito as coisas ai tão boas hein (tirando a parte da falta de água, é claro).

Pelo que vc diz, ai deve ser mto lindo e super charmoso. Show.

Quero ver mais textinhos seus, principalmente quando visitar outros lugares.

Mto sucesso pra vc e mtas descobertas!

Bjão!!!