segunda-feira, 23 de novembro de 2009

N a e s p e r a d o m o m e n t o d o p u l o

Se eu pedisse para o bonde parar, ia ser no minimo estranho. De novo.
Por que tudo se repete em tempo real?
O bonde.
O caminho.
A certeza de que já não tem mais certeza de nada.
O sexto sentido esquecido. Não esquece, porque dói. Porque sexto sentido sempre dói.

Não encostei ninguém na parede para olhar olho no olho, estufar o peito e perguntar: e ai?
Tão pouco liguei,
tão pouco esperei.
Foi. É. Será.
Simples?
Não.
Não é nada simples. É complexo demais.

Te convenci? Se tudo então, é uma incerteza, que eu desça do bonde nesse instante.

Há ou não lógica?

Claro que não.

Vou desistir de caçar borboletas e ir atrás da porra do planeta que desalinhou o universo. Isola! Boca fechada não engole mosquito. Por que será que eu não aprendo isso? Falando muito com vicio da tecla enter. Aiiiiii, se eu tivesse gravado. Tava tudo ali, não tava? Mas ta gravado na mente, do lado direito e com isso, o perdão surgiu lentamente, sem ao menos eu perceber. O choque e depois o alivio. “Saindo as palavras por uma porta e a vida por outra”. A vida se fez de louca e a loucura tem cura, ahh se tem.

Na espera de um show do mundo livre s/a naqueles lugarzinhos pequenininhos, bem aconhegante, com pouca gente e com cerveja de garrafa.

6 comentários:

Zizia disse...

Continua continua!!!!!!! As palavras estao fluindo de tua alma e agora eu acho que voce me entende um pouco mais. Mas conversaremos pessoalmente hah Zaricota??? Muiiiiiiita saudades.
Tenha um M A R A V I L H O S O dia pq a escolha eh tua.

Morceguito disse...

Opa! Me avise do show!

Rafiuskis disse...

Mari..saudades master..qro t trombar!!bjaooo

Zari disse...

Ziziaaaaaaa, te esperei ontem, mesmo sabendo que vc nao vinha! rs

Eu não sei quem é morceguito, mas já vou logo avisando, que além dos meus medos de avião e de injeção, eu morro de medo de morcego, sorry!

Rafaaaa, vc já voltou? Vamo ai essa semana, que tal? beijos maloca!

Kel disse...

Eu quero entender esses textos loucos seus! Eu quero Mundo Livre SA! E as cervejas geladas! E quero mais que tudo te ver sempre feliz! Beijos, gatona!

Zari disse...

Eu quero andar por las calles contigo!!!!! Quero virar a esquerda, sentar e comer um kebab na rambla do Raval. Meus textos em metáforas, pq é tanto p/ dizer, que tem gente que não vai aguentar. Então é melhor escrever assim, com meias palavras. Mais um tombo de bici, comentei no teu blog! Beijos Sra Joselita!