terça-feira, 10 de junho de 2008

Continuação

Ai vai mais uma página! Óbvio, que preciso novamente da opinião de vcs, por isso comenteeeeem!
Lucas preferiu deitar-se e admirar o céu estrelado. Pediu muito para as estrelas que no dia seguinte encontrasse amigos verdadeiros. Estava se sentindo só, ele sabia que o tempo que ficaria no país do desejo era curto, mas mesmo assim sentia falta dos seus amigos. Aos poucos foi se arrependendo, tinha medo que esse desejo fosse realizado ao invés do seu que queria pedir ao imperador. Pensou novamente no seu objetivo e que tinha demorado muito tempo para chegar ali. Sussurrou e chorou. Sabia que precisava de amigos naquele momento e adormeceu.

Quando acordou o sol já tinha nascido e os pássaros voavam em direção a montanha coberta de neve. Levantou e tinha a plena certeza que deveria segui-los. Lucas percebeu que ainda não tinha conhecido aquela região e estava encantado. O lugar era um vale cheio de montanhas com neve, mas ali embaixo estava tudo muito verde e florido. Caminhou mais ou menos por 1 hora até encontrar os pássaros. Já tinha subido a montanha e estava literalmente na neve. Lucas começou a sorrir. A paisagem era mágica. Os pássaros já tinham voado e mesmo assim resolveu ficar ali, sozinho. Escutou um barulho estranho, olhou para o lado e viu um urso polar dançando loucamente. Não havia música e Lucas achou aquilo engraçado: Um urso dançando loucamente sem música. Resolveu então se aproximar e reparou que o urso estava com um ipod. Começou a rir mais ainda e sentiu inveja, queria naquele momento um ipod, sentia falta dos amigos e de suas músicas. O urso parou de dançar e ficou olhando para o menino. Lucas sentiu medo, tinha certeza que seria o café da manhã do urso e ficou parado como uma estátua. O urso caminhou até o menino, inclinou a cabeça até o corpo de Lucas e começou a cheirá-lo. O menino não se conteve e urinou-se. O urso tirou os fones do ouvido e disse:
-Por que está aqui na neve?
- Achei que tinha que seguir os pássaros!
O urso olhou para os lados e perguntou:
- Que pássaros?
O menino olha lentamente para os lados, lembrou que eles já tinham voado e mesmo assim resolveu ficar, engole seco e responde:
- Eles estavam aqui, juro!!!
- É, eles devem ter ido embora.
- O que você estava escutando no seu ipod?
- Ray Charles! Gosta?
- Meu pai!!!
- Teu pai é o Ray Charles????
- Não!!! Meu pai gosta do Ray Charles. Chamo ele do Rei dos Cegos!!!
O urso gargalhou... o menino se deixou levar e começou a rir junto.
- Por que Rei dos Cegos?
- Porque ele é cego!
- Quem?
- Ray Charles!!!
- Ray Charles não é cego!!!!!! – responde o urso nervoso
- É sim!!! Eu tenho certeza!!!
- Achei que ele usasse óculos escuros por puro charme!!
Os dois ficam quietos. O urso respira fundo e fala:
- Se eu fosse o Ray Charles vinha até que aqui e pedia para o imperador para enxergar!
- É se você fosse Ray Charles e se ele estive vivo!
O urso olha para o menino com cara de espanto e o menino continua:
- Ray Charles morreu acho que alguns anos já!
O urso chorando desesperadamente gagueja:
- Não sabia que ele tinha morrido!!!!!! Eu amo aquele cara!!
O menino um pouco abalado, segura a pata do urso e lhe faz um carinho de puro consolo.
- Gostei de você! – fala o urso
O menino já aliviado responde:
- Eu também!!!
- Vemmmm, preciso te mostrar uma coisa!
O urso coloca o menino em suas costas, divide o fone, um para ele e o outro para o menino, aperta o play no volume mais alto da música Ive Got a Woman e sai correndo pela neve. O menino agarra no pescoço do urso branco e lembra do pai. Sente-se feliz por essa experiência única, pela paisagem e pelo primeiro amigo de verdade naquele país estranho. Depois de uns 10 minutos cavalgando nas costas do seu colega, o urso pára e pede para o menino descer.
- Chegamos!! Fala o urso contente.
- Onde?
- Na minha casa!!!
O menino foi entrando na toca encantado pela decoração. A casa era super colorida, com muitos pôsteres do Ray Charles nas paredes, puffs de todas as cores ao redor de um tapete preto bem peludo.
- Sente-se aqui, vou buscar alguma coisa. Quer tomar algo???
- Obrigado, não estou com sede.
O urso volta super empolgado segurando com a mão direita uma caixa de madeira e com a outra uma garrafa de coca-cola. Senta ao lado do menino, pega os copos feitos de gelo, coloca um pouco de coca neles, arremessa o ipod para o outro lado da sala.
- Toda vez que tenho essa caixa por perto, arremesso o ipod longe!!!
- E por que faz isso?
O urso ri com uma cara de safado
- Porque quando estou com essa caixa eu não preciso de mais nada.
O menino fica olhando para a caixa de madeira e chega à conclusão que preferiria muito mais ficar com o ipod.
- xiuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu! Você vai ver nesse momento a coisa mais preciosa que existe nesse país. E claro, quase ninguém sabe. Só eu e vc.
O urso estrala os dedos, coloca a língua de lado e abre a caixa olhando para o menino. Uma música calma e muito bonita começa tocar e aparece uma ursa bailarina que mexe seu corpo perfeitamente em sintonia com a música.

5 comentários:

João Prado disse...

gostei da história, personagens e, aliás, conheço esse urso de língua azul.

bjo

Anônimo disse...

Muito bom. Adorei a histórinha.

Parabéns Mari.

Va...

ortiz disse...

Maravilhoso!! Marivilhoso!!

Puta que pariu!! Irado!!

Incrível como dá pra imaginar todo o cenário. Minha toca, o vale, a neve, os pássaros que se foram, eu dando rolê com o pequeno Lucas nas costas. Incrível. Emocionante.

Mais, Mais, Mais...........

Bjooooooo

Luís Pereira disse...

Muito legal Mari, e como é gostoso viajar em histórias, né?. Seus leitores agradecem.

Beijos

Gi disse...

ADOREI TROXA!!!! QUERO MAIS!!! E QUERO QUE ME MANDE O TEXTO TODO NA SEQU�NCIA!!! AAAAAAAAAA QUERO IR TE VISITAR!!!! MERDA!!!