sexta-feira, 12 de março de 2010

Bate Rebate

Do outro lado da estrada, sozinha, pensando no que não se deve pensar, ele chega, sem avisar, sem barulho, sem nada programado. Senta ao meu lado e segura a minha mão, me conforta no seu silêncio interrompido de sua forte respiração. Olha em meus olhos e me convence a deixar aquilo que nem eu mesma acreditava.

Não. Não duvide, não ache, não desconfie. Pergunte. Porque a resposta será sim. As energias curam, equilibram e purificam. A partir daí, não tem mais volta. As energias que se encontram são as mesmas. Não há coincidência. É realidade, destino, vidas passadas, qualquer coisa que você ache melhor acreditar. Energias distintas não se encontram, quando procuram um contato, bate e volta, porque não existe mais conexão. Então venha, porque a sorte virou. Virou para todos, se é que você quer acreditar.

O silêncio,
os corpos afastados,
os olhos se cruzam.

Não há o que dizer,
tudo se encaixa
e quando não encaixa,
é teimosia.

Bate rebate.

3 comentários:

Thais Abrahão disse...

Eu não sei se entendi muito bem.
Meu atual estado está bem longe de estar vazio o suficiente para acomodar algo que não sejam minhas próprias revoluções, mas ainda assim, meu coração apertou.
Haja persistência.
Haja teimosia.
Só mesmo com muita coragem e pouca valentia se consegue!

Saudades de vc!

Zari disse...

Alguém me convenceu que é hora errada para estar fechada pra balanço. Depois explico melhor.

Saudade de vc tb. Quando nos vemos? Domingo?

um beijo grande

Thais Abrahão disse...

Nos vemos no domingo com certeza! Ai, que delícia...
Bj