segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Hasta...

Ontem eu entendi. Entendi que perdi muitos domingos. Faz alguns meses que ele me aconselhava passar minhas manhãs de domingos no Mercat Sant Antoni. Nunca fui. Ontem resolvi ir. Quase morri. É uma feira linda e imperdível de livros baratos. Entendi também que quando a gente não espera mais, as coisas acontecem. Ontem foi sax, flauta, bateria, teclado e guitarra. Valeu por lembrarem de mim. O after foi uma tentativa de suicídio. Não lembro direito quem carregava quem, só sei que eram 6 da manhã e eles estavam me arrastando para uma balada que acabaria às 10 da manhã. Muitos ali trabalhariam às 9h e eles estavam mais empolgados que eu. Mas eu precisava fazer minha mala, que por sinal não fechou, nem sentando, nem chutando, nem gritando. Mais difícil que isso foi sair pelo último rolê. Vixe. Pula essa parte.

Entendi que quanto mais a gente tenta saber, menos a gente sabe. Quem foi que disse que 1 hora tem 60 minutos? Quem foi que disse que o sol amanhece às 6 da manhã e não às 11h? Quem foi que disse que o ano tem 12 meses e cada mês tem 30 ou 31 dias e que só fevereiro tem 28? Alguém pode me explicar por que fevereiro tem 28 dias? E não 15? Ah e aproveita e me explica também se a expressão chata de galocha é porque a menina chata usava uma galocha. Voltando ao tempo, lembro quando ele disse que tinha congelado o tempo. Os relógios não funcionavam e as pessoas enlouqueceram. Porque não sabiam que horas tinham que almoçar e muito menos parar de trabalhar. Não sabiam se já estava na hora de buscar os filhos na escola ou se já estava na hora da aula de tennis. O relógio marca o momento da sua vontade inexistente, e existente só em alguns momentos. Difícil explicar, mas é mais ou menos isso. E já refletiu como o mundo seria se já existisse o teletransporte? Quase me perdi pensando nisso outro dia. As pessoas durariam 5 segundos ou 5 anos em cada cena. A troca cultural seria enorme e não existiria ordem. Eu só sei que se existisse, eu estaria dando um rolê pelo mundo acompanhada de muita gente.

Voltando para o não saber, vim pra cá querendo descobrir mais sobre mim. Sei agora de algumas coisas. E diria que às vezes é normal você não saber o que quer, mas é essencial saber daquilo que você não quer. E eu não quero muuuuuuuitas coisas. Por isso, não me perguntem se eu vou voltar para uma assessoria de imprensa, para uma redação, para um escritório fechado com algumas janelas. Podem ter certeza que eu estarei do outro lado da janela.

Obrigada: Marcelo, Tati, Deia, Keke, Antonio, Toh, Fê, Tuany, Bruna, Beto, Tathi, Japa, Kelson, German, Paco, Joselito, Txisti, Mestre do Magos, Jordi, Pablo, Raul, Chileno, Nami, Duda, Luis, Mari, Bruno, Fernandez, Nichola, Alex, Boris, Manu, André, Mano, Pit, Cas, Mario, Victor, Guadí. Essas foram algumas pessoas que me deram momentos em que pude chegar aonde realmente eu queria.

A última imagem, a última foto de Barça no ano de 2008 para mim. Me arrependo profundamente de não ter transformado o cartão postal em cartas carinhosas para os brothers. Isso já é outro papo.
O papo de agora se resume em uma frase: Hey Barcelona, prefiero no decirte adiós y si hasta luego!

6 comentários:

Patty disse...

Linda!! Estou fazendo um breakzinho no trabalho, tomando um capuccino e nada melhor do que vim ler o seu blog um pouquinho...sempre me faz sorrir. E vc nao imagina o riso alto que dei qdo li sobre a chata de galocha...me lembrou nos duas andando em Camden! Como foi bom esse fim de semana. Bom idiota, agora vc deve estar no aviao e eu te desejo um bom voo, e uma boa chegada em Sampa. De um abraco apertado em todos! E me mantenha informada, nao suma. Beijao dessa sua amiga que te ama mais que tudo!

Lica disse...

Irmazinha sei como ninguem como eh dificil a despedida..... mas nao encare dessa forma, encare como se Deus tivesse te dado a oportunidade de ver que a um mundo la fora, que nao podemos nos acomodar qdo nao esttivermos felizes, que a sempre uma surpresa na esquina, e sempre alguem te esperando voltar...... Amiga sei o quanto eh dificil mas se isso te conforta um pouquinho...saibva que tem alguem aqui muito mas muito feliz por voce estar ...EU!!!Te amo!

Kel disse...

Eu tinha um monte de coisas para te dizer na sua despedida. Como o quanto você tornou meus dias mais alegres, minhas noites mais alcoólicas e minhas tardes mais ensolaradas. Pensei em dizer, na hora do abraço, que iria ser um pouco menos alegre repartir flyers nas noites frias na Maria Cubi e que ir à BKN, que já era um coñazo, vai ser um coñazo triplo. Mas sei lá, na hora só saiu um "te espero em junho!. Vai ver tudo que eu sinto se resume ao desejo enorme de te ver aqui de novo no próximo verao. Barcelona e eu te esperamos! E que Sao Paulo se prepare para a nova Mari.
Hasta luego, mi niña!

Anônimo disse...

Venga irmanita que te extraño, mi guapa!!! Amo-te

Guilherme disse...

LICA "que a sempre uma surpresa" esse a é com H , vaca sem unha !!

Tuany Maffra disse...

Mari foi um prazer ter conhecido você! E muito obrigado pela parceria!!! Atè qlquer dia em qlquer lugar. Te desejo muita luz e sabedoria para a nova vida!
Te echo de menos amiga.
Ah! hj pensei em te ligar pra fazer um rolê...
Besos