quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Depois de alguns dias de chuva aqui em Barcelona, hoje fez sol como de costume. Sai cedo de casa pensando como os catalães são fortes. Hoje é dia da Mercé, a padroeira de Barcelona. Tantas festas nas ruas, o sol tinha que aparecer. Fui em direção a Montjuic. Precisava ver hoje algo muito grande que me confortasse, e só o castelo de Montjuic era capaz. Quando cheguei na Plaza España, sentei no primeiro banco e desabei. Chorei como há tempos não chorava. Preciso ser forte, mas muito forte e mesmo assim eu desabei. Eu tenho a mistura de sangue italiano com espanhol e quem me conhece, percebe, é nítido. Mas hoje me considerei catalã, como nunca imaginei um dia me considerar. Tive sonho de nascer aqui, tive orgulho desse povo que tem uma força alá corinthias, talvez seja por isso que o padroeiro de Barcelona é São Jorge. Meras coincidências. A força vem de dentro. É ele lá em cima querendo provar algo. Motjuic na minha frente, a arena de Barcelona atrás. O sangue pulsa. Olho novamente para a Arena. Me vejo, me imagino. A força que está comigo agora é a mesma coragem de uma toreira. Que venham os touros...

Um comentário:

Gi disse...

OLÊEEEEEEEEEEEEE!!!